As fintechs são empresas que possuem base tecnológica e oferecem serviços financeiros totalmente digitais. Elas proporcionam aos seus clientes soluções como cartão de crédito e débito, conta digital, empréstimos e seguros, entre outras.

A modalidade fintech serviços financeiros tem conquistado cada vez mais espaço e, por conta disso, listamos neste artigo os 8 principais tipos de serviços oferecidos. Confira a seguir!

Como funcionam as fintechs?

As fintechs se destacam por serviços 100% digitais e opções personalizadas de atendimento baseadas na experiência do usuário, pois utilizam dados de navegação nas suas plataformas para customizar os serviços.

Entre suas principais vantagens estão as soluções financeiras menos burocráticas e mais intuitivas de serem usadas, além do baixo ou inexistente custo para o usuário. Isso deve-se ao fato de não contarem com grandes estruturas físicas, como as tradicionais agências bancárias. Logo, os custos de manutenção são reduzidos.

Principais serviços financeiros oferecidos por uma fintech

As mudanças regulatórias que o setor financeiro está passando possibilitaram um impacto bastante positivo no crescimento das fintechs que oferecem esses tipos de serviços no Brasil.

Atualmente, isso resulta no aumento da competitividade bancária, ocasionando uma redução dos juros e dando maior acesso para a população aos serviços financeiros, devido a redução burocrática já citada.

Contudo, muitas pessoas ainda acreditam que as fintechs oferecem apenas cartões de uso pessoal sem tarifas para os seus clientes. Por esse motivo, preparamos uma lista com os serviços oferecidos por essas empresas para tirar todas as dúvidas. Fique atento!

1. Conta digital

Sem dúvida, o primeiro serviço que a maioria das pessoas pensa quando falamos de fintechs são as contas digitais. Elas possuem características parecidas com as contas bancárias tradicionais, mas são 100% online. Isso faz com que os clientes possuam maior facilidade na movimentação, além da redução ou até isenção de taxas de serviços.

2. Pagamentos e transferências

Fintechs de pagamento são comuns no Brasil. Elas funcionam para facilitar o processo de compras e vendas. Entre os maiores exemplos estão a Nubank — oferece serviços de pagamento por meio do cartão de crédito e de transferência pelo aplicativo — e a SumUp — pagamento por meio da maquininha utilizada por lojistas.

3. Investimentos

Uma fintech de investimentos encontra muitas oportunidades de mercado por conta de grande parte do capital do setor ainda seguir concentrado em produtos pouco competitivos oferecidos pelos bancos tradicionais. Contudo, a área requer muito conhecimento não só de tecnologia, mas como de mercado de capitais, para que seja possível apresentar uma solução de real valor aos clientes.

4. Gestão financeira

Elas podem ser separadas em fintechs de gestão financeira empresarial ou pessoal. Contudo, independentemente do segmento, o intuito é ajudar na organização das finanças, o que é importante diante da deficiência dos brasileiros em educação financeira. Como exemplos conhecidos podemos citar a Celero e a Guiabolso.

5. Empréstimos e negociação de dívidas

Entre as fintechs para empresas, estão ainda as que oferecem serviços de empréstimos. Dessa forma, elas atuam como uma ligação entre quem precisa de dinheiro e quem tem dinheiro para oferecer. Entre as mais conhecidas do setor estão a Creditas e a QueroQuitar.

6. Crowdfunding

Elas são plataformas usadas por pessoas que possuem um projeto e precisam de investimentos para tirar a ideia do papel ou manter ele funcionando. Dessa forma, uma meta de arrecadação é estimulada. Entre as representantes brasileiras estão a Apoia.se e o Catarse.

7. Seguros

As fintechs desse setor ajudam na escolha de seguros por meio da comparação de preço, cobertura oferecida, serviços e corretora ideal.

8. Eficiência financeira

Aqui as fintechs atuam para identificar a identidade do usuário e proteger as transações financeiras, além de prevenir fraudes. Dessa forma, tornam as operações mais seguras. Como exemplos podemos citar Bigdata Corp e fControl.

Assessoria em tecnologia para fintechs

Investir em fintechs de diversos setores é uma grande oportunidade, principalmente para quem deseja construir uma empresa moderna e atenta às necessidades do mercado. Contudo, uma dúvida é muito comum: você deve disponibilizar parte da sua equipe interna para executar a tarefa ou contar com uma assessoria em tecnologia para fintechs?

Por isso, preparamos um texto com 8 razões para adquirir assessoria em tecnologia para fintechs. Leia agora e fique por dentro de todas as vantagens!