O mercado financeiro brasileiro está cada vez mais digital. Atendimentos, serviços e soluções na internet ganham novos espaços a cada dia e representam importantes oportunidades de negócios. Por isso, preparamos este artigo para você descobrir como abrir um banco digital.

Fique atento a todas as informações, como a necessidade de conhecer bem seu público e mercado, as opções existentes e principais regulamentações para viabilizar a ideia no Brasil. Boa leitura!

O que é e como criar um banco digital?

Banco digital pode ser definido como uma instituição financeira ou de pagamentos que utiliza a internet para prestar serviços bancários. É importante destacar que nesses casos não existem atendimentos presenciais. Todos os processos são 100% online — da abertura de conta até transferências, pagamentos e outras operações financeiras.

A proposta, oriunda das fintechs, surgiu com o objetivo de oferecer serviços bancários com uma menor burocracia e, por consequência, maior agilidade. Tudo isso aliado, é claro, ao crescimento do uso da internet e dispositivos de acesso, como smartphones, notebooks e tablets.

Agora que você já entendeu o conceito, precisa saber que para criar um banco digital é necessário observar alguns pontos com grande atenção: conhecimento de público e mercado, opções disponíveis e regulamentações legais para viabilizar o processo.

Identifique e entenda o público e mercado

Assim que pensar em como abrir um banco digital, você deve ter em mente que o primeiro passo será a definição e o entendimento do público e mercado, como em qualquer outro negócio.

É fundamental avaliar todas as necessidades e práticas mais comuns dos seus potenciais clientes. Para que, a partir disso, possa identificar o que seu banco deverá oferecer para resolver problemas e fidelizar as pessoas.

Tenha em mente que o comportamento do consumidor mudou e o uso de tecnologias como carteiras digitais e pagamentos por aproximação, por exemplo, é cada vez mais frequente. Uma dica é entender como o Double Diamond — metodologia de design com foco em inovação — pode ajudar a criar produtos de tecnologia financeira.

A análise dos concorrentes, para verificar aspectos positivos e falhas, além da criação de um MVP — Produto Mínimo Viável — são de muita relevância na fase inicial do projeto.

Quais as opções disponíveis para um banco digital?

Entre as opções disponíveis você pode escolher a criação de um banking white label, plataforma que possibilita a criação de soluções financeiras personalizadas por diferentes negócios, com a inserção de marca própria.

Essa ferramenta faz parte do conceito banking as a service, ou BaaS — modelo que possibilita a entrega de produtos e serviços financeiros por empresas de qualquer ramo de atuação.

O banco digital no Brasil já é uma realidade. Entre as opções disponíveis estão o Agibank, Banco Inter, Banco Original, C6 Bank, Mercado Pago, Neon, Nubank, PagSeguro e Sofisa Direto.

Quais as regulamentações necessárias para criar um banco digital?

Legislações específicas precisam ser seguidas quando vamos trabalhar com serviços financeiros. E no Brasil, três órgãos são responsáveis pela regulamentação: Banco Central (Bacen), Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Além disso, você precisa saber que existe uma pequena diferença entre uma fintech de serviços financeiros e bancos digitais. O banco virtual surge já com a permissão de operação pelo Banco Central. Já no caso das fintechs, elas recebem regulamentações próprias, a depender de seu porte e perfil.

As resoluções 4.656 e 4.657/2018 foram responsáveis por considerarem as fintechs instituições financeiras. Com isso, passaram também a funcionar como SEP (Sociedade de Empréstimo entre Pessoas) e SCD (Sociedade de Crédito Direto).

Por fim, vale mencionar que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelece como os dados pessoais devem ser tratados, inclusive digitalmente, é válida para fintechs de serviços financeiros e bancos digitais.

Conte com uma assessoria em tecnologia para viabilizar seu banco digital

A forma mais assertiva de como abrir um banco digital é contando com a assessoria especializada em tecnologia financeira. Com o auxílio necessário, sua empresa poderá criar e oferecer serviços financeiros de forma simplificada, eficiente e muito mais segura — e o melhor, com a marca do seu negócio presente.

Por esse motivo, te convido também a conhecer 8 razões para adquirir assessoria em tecnologia para fintechs. Leia agora e confira que custo menos elevado, experiência e conhecimentos adquiridos por uma empresa especializada fazem toda diferença.